Nutrição

Nutrição e reeducação alimentar

Alimentar-se bem é a chave para o sucesso para uma boa nutrição e qualidade de vida. O importante é adquirimos um novo estilo de vida dando prioridade ao equilíbrio, e isto é para vida toda. Ser radical não é o plano. O nosso objetivo tem quer ser a longo prazo, mudar a alimentação para ter mais saúde, disposição, menos doenças e mais satisfação com o nosso corpo.

É aí que entra a diferença entre REGIME e REEDUCAÇÃO ALIMENTAR. A palavra "Regime" remete à privações, você simplesmente segue regras que te levam à perda de peso. Na "Reeducação Alimentar" é diferente. Você APRENDE a comer da maneira coreta e a fazer suas próprias escolhas alimentares, com a orientação de um profissional nutricionista, claro. E consequentemente irá alcançar o seu objetivo.

Dicas básicas para iniciar a sua reeducação:

- Se alimente a cada 3 horas = isso fará com que você sinta menos fome na próxima refeição e mantenha seu metabolismo sempre acelerado;

- Evite alimentos industrializados = quanto mais natural o alimento é, menos conservantes, corantes, estabilizantes e aromatizantes artificiais ele terá. Estes aditivos químicos não fazem bem à saúde por conter riscos toxicológicos potenciais a estarem envolvidos até no desenvolvimento de doenças, como o câncer. Um dos piores realçadores de sabor é o "glutamato monossódico", responsável pelo chamado umami (denominado o “quinto sabor”). Com ele, o alimento tem sabor mais forte, mais característico.

- Beba bastante líquido = a água pura deve fazer parte de pelo menos 1,5 litro do consumo diário. Os outros 500ml (no mínimo), podem ser na forma de chás e refrescos.

- Consuma bastante fibra = nutriente presente principalmente nas frutas, verduras e legumes, ajuda no funcionamento do intestino (nosso segundo cérebro), dá saciedade e controla taxas.

- Evite sal refinado e açúcar branco = prefira os sais marinhos (flor de sal, rosa do Himalaia) e o açúcar demerara orgânico, rapadura, mel de abelha ou adoçante 100% stévia. São naturais, sem aditivos químicos.

- Evite carboidratos simples = sem fibras, são absorvidos rapidamente e geram um pico de glicemia (alto teor de açúcar no sangue). São eles: pão branco, arroz e macarrão brancos, batata inglesa, etc.

- Evite frituras = o consumo excessivo pode desencadear doenças cardiovasculares, aumento da pressão arterial, desenvolvimento de câncer, etc. Prefira alimentos cozidos, assados, grelhados ou no vapor. Se optar pela fritura mesmo, use o óleo de coco, o azeite extravirgem ou a manteiga clarificada (ghee), pois são mais estáveis e resistentes ao aquecimento, tendo menor oxidação quando aquecidos.

Renata Motta: É Nutricionista formada pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e tem Pós-Graduação em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho/RJ e em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria Nutricional. Já fez vários cursos de extensão, se destacando o de Personal Diet e o de Nutrição Aplicada à Estética. Atende em consultório desde 2009.

Perfi: Acesse
Instagram: @renatamottanutri
Email: renatamottanutri@gmail.com

Sobre a Fisioclínica

Um centro fisioterapêutico criado especialmente para você! Nossa equipe é composta por profissionais capacitados, formada por fisioterapeutas, profissionais da dança, terapeutas corporais, esteticistas e acupunturistas, visando qualidade de vida e a sua satisfação!

Notícias

22 Março 2016
20 Março 2016
20 Março 2016

A Fisioclínica